fbpx

Existe uma sensação constante de progresso quando você planeja lançar um podcast. Se você for um iniciante, então é provável que você tenha pesquisado sobre tudo, desde como gravar e editar áudio até como fazer upload e publicá-lo.  É preciso escolher a arte e a música, fazer a preparação do seu site, o planejamento e a gravação do seu primeiro episódio e por aí vai. Enquanto tudo isso acontece, você se sente produtivo, como se estivesse constantemente avançando. Finalmente, você clica em publicar. Seu podcast está disponível para o mundo ouvir (uau!).

Mas, e agora? O que vem depois?

A desilusão, geralmente.

A menos que você tenha entrado no podcasting com um grande público pré-existente, suas estatísticas de download não serão nada parecidas com os números que você está acostumado a ver nas redes sociais ou em plataformas como o YouTube. 

O feedback inicial do ouvinte (amigos próximos e família) provavelmente não existirá. Três ou quatro dias depois de publicar, você vai se perguntar: qual foi o objetivo de todo esse trabalho duro?

Mas, calma. Não precisa se desesperar, isso é totalmente normal. O nosso problema como seres humanos é criar muita expectativa sobre o retorno dos projetos, achamos que tudo deve acontecer de um dia para o outro. Muitas vezes esse erro leva a outro mais comum cometido por novos podcasters – desistir muito cedo. 

Lembre-se: seu podcast não é um vídeo viral

Estamos acostumados a receber feedback instantâneo online atualmente. Os vídeos podem se tornar virais em minutos e as publicações nas redes sociais podem acumular milhares de ‘likes’ imediatamente, porém, um podcast é uma coisa totalmente diferente. Podcast é um conteúdo de formato longo, e o seu crescimento é lento. Quando esse crescimento ganha impulso, o impacto é mais profundo. Os podcasts são poderosos porque se tornam parte dos hábitos de seu público. 

Pergunte a qualquer podcaster que começou sem público. Ele vai te dizer que passou seus primeiros meses (ou até mesmo anos) sentindo que não estava falando com ninguém. Se você se sente assim no momento, tenha certeza de que não está desperdiçando seu tempo, logo logo aparecerão ouvintes aos poucos, que tornarão o seu programa parte do hábito de escuta deles.

A questão é simplesmente não esperar que o mundo mude da noite para o dia. Em vez de atualizar as estatísticas de download a cada segundo e ficar lamentando a falta de atividade, concentre-se na criação dos próximos 5 episódios e até mesmo do conteúdo do próximo ano. Deixe a ansiedade de lado e foque em outra coisa.

Aqui estão três maneiras fáceis de manter o impulso de pré-lançamento.

1. Comece pelo meio mais fácil: call to action

Embora ‘continuar criando um ótimo conteúdo de forma consistente’ seja o conselho mais óbvio para o crescimento do seu podcast, ele está longe de ser o único. Existem algumas coisas que você pode implementar desde o primeiro dia do seu podcast que darão ao programa uma chance muito maior de crescer. 

Uma delas é a call to action (CTA), que, em tradução livre, significa chamada para a ação. Em termos de marketing, call to action geralmente são links de uma página que levam os usuários a realizar ações ou palavras utilizadas para orientar o usuário, como “saiba mais” e “acesse agora”, com certeza você já deve ter visto algo assim no Instagram. O principal objetivo de um CTA é direcionar os usuários para avançar em um processo de conversão online.

Muitos podcasters (mesmo os mais experientes) perdem um truque quando se trata de aumentar seu conteúdo. Eles não aproveitam totalmente suas CTA’s no final de cada episódio. Pense nisso – você acabou de fornecer ao seu ouvinte um conteúdo digno de um episódio. Dependendo do assunto, você provavelmente os divertiu, motivou ou ajudou a aprender algo. Se você não está pedindo que eles se inscrevam ou compartilhem o programa, você está perdendo uma grande oportunidade. 

Conseguir que um ouvinte se inscreva na plataforma de áudio de sua escolha significa que ele sempre receberá novos episódios automaticamente. Então, venda esse benefício para eles. Em alguns casos e plataformas, também pode ajudar com coisas como classificações de pesquisa e posições nas listas. 

Além disso, você já deve ter ouvido um podcaster encerrar um episódio dizendo algo como “se você achou isso útil, compartilhe com um amigo”. Parece bastante simples, mas se cada ouvinte for lá e indicar um outro ouvinte a cada episódio, os números vão começar a aumentar. Agora, pense em como isso pode ser poderoso quando você tem um catálogo com 30, 50 ou mesmo 100 episódios encerrados da mesma maneira! Faça isso e seus números de download nunca vão parar de crescer.

2. Defina metas alcançáveis 

Definir metas é uma boa maneira de se manter focado, motivado e seguindo em frente. Mas, se você acabou de lançar seu primeiro episódio e já está sonhando em atingir um milhão de downloads e largar seu trabalho, você vai se sentir desapontado.

Claro que a meta não é o problema, mas sim pular para um nível muito alto de uma vez. Não veja isso como a próxima etapa. Uma opção bem melhor é definir alguns marcos alcançáveis ​​e de curto prazo, que lhe deem a sensação de progressão. 

Um exemplo pode ser atingir seus primeiros 100 downloads. Pode ser o primeiro feedback do ouvinte. Ou pode ser conseguir seu primeiro apoiador no Patreon. Essas coisas por si mesmas não vão mudar o mundo, mas, ainda assim são conquistas importantes que valem a pena comemorar. 

Os podcasters definem marcos de várias maneiras diferentes. Alguns optam por adicionar prazos também. Se isso é algo que você acha que ajudaria a te manter motivado, ótimo. Apenas não seja muito duro com você mesmo caso venha a “falhar” em algum ponto. Se você não atingir um determinado marco em um determinado período, pergunte-se o porquê. Houve coisas que você poderia ter feito melhor? Ou você estava simplesmente pedindo demais quando definiu essa meta? Não demore muito nisso. Aprenda o que puder, faça os ajustes necessários e bola pra frente.

3. Lembre-se da razão de você estar fazendo isso 

Lá no comecinho do planejamento do seu podcast, você provavelmente usou as palavras “quero fazer este podcast porque …”. Esta é a sua principal motivação e você deve se lembrar dela.

Executar um podcast tem seus desafios, como por exemplo a sensação de desilusão que ocorre após o lançamento, como falamos lá em cima. Aquele período em que tudo parece ficar um pouco quieto e um pouco monótono. Também haverão momentos em que as coisas não sairão como planejado. Talvez um equipamento se quebre ou o áudio se atrapalhará uma entrevista importante, ou você chegará a um ponto em que sentirá que não há horas suficientes na semana para gastar trabalhando em seu podcast. 

Não importa qual seja a luta, a ideia de desistir muitas vezes vai parecer fácil e atraente. Veja bem, você poderia simplesmente parar de fazer o podcast e nada disso seria um problema. 

Em momentos como esse, é útil lembrar a razão que o motivou a começar a fazer o podcast. Isso sempre varia de podcaster para podcaster, mas é importante não perder de vista a perspectiva geral quando você se depara com as dificuldades da execução de um podcast. Se você conseguiu gravar e publicar um episódio, então fez todo o trabalho de base. Seria uma pena desistir nesta fase.  

Qual o próximo passo?

Esperamos que essa tenha sido uma orientação útil para navegar nos difíceis primeiros dias da vida do seu podcast e que seu coração tenha se aquietado mais diante da ansiedade de lançar seu primeiro episódio.

Hoje em dia, existem muitas ferramentas e recursos para tornar a vida mais fácil para você também, e compensa bastante investir nelas. Conheça outras estratégias de conteúdo que poderão alavancar seu podcast e como promovê-lo.

No blog do Bicho de Goiaba , temos vários artigos com dicas para podcasting, do planejamento ao lançamento, promoção e monetização. Dê uma conferida!

Tem alguma dúvida? Escreva aqui pra gente nos comentários!

LIVRO PODCAST DESCOMPLICADO

0 Comments

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *