Happy Pills, balinhas com jeito de remédio.

remedio02

Olha que legal essa loja de doces em Barcelona, a Happy Pills vende balas com embalagens de remédio.

UPDATE – Uma pergunta que sempre faço aos meus alunos quando falo desse case: A estratégia dessa loja está focada em qual P (4 P’s – Preço, Praça, Produto e Promoção)? Deixe sua resposta nos comentários.

O texto abaixo é do site No Varejo e a dica é da Leitora Francielle.

Tem pílula contra a “insuportável luz da vida”, “as segundas-feiras” e contra “as tradições ultrapassadas”. Bom, se não cura, pelo menos adoça a boca. A Happy Pills, uma portinha apertada entre dois prédios na rua Avinguda del Portal de l´Angel, poderia ser facilmente ignorada, não fosse o bafafá que turistas e “doces-maníacos” fazem na porta.

remedio03A aposta da loja é no design e no diferente. É mais um caso exemplar de como pegar algo totalmente convencional, dar um tratamento inusitado, e criar algo novo. As balas da Happy Pills são aquelas mesmas que vemos aqui no Brasil naquelas lojas que as vendem por quilo. A diferença está na apresentação, que puxa pelo bom-humor (negro). A começar pelo próprio ponto-de-venda.

A loja mais parece uma farmácia. Na parede, uma infinidade de balas coloridas podem ser escolhidas pelo doente num exercício açucarado de automedicação: ele mesmo escolhe para qual mazela deseja tratamento, se “males de amor”, contra o “envelhecimento da amizade”, entre muitas outras opções.

Depois é só embalar as balinhas. Aliás, as embalagens são um capítulo à parte. Iguaizinhas às de remédio, elas são difíceis de serem jogadas fora depois de vazias. Cada uma leva no rótulo a prescrição e acompanha uma bula – nas versões inglês e espanhol.

remedio01

12
jun 2009
POSTED BY
POSTED IN Embalagens Marketing
DISCUSSION 12 Comments

12 Responses to : Happy Pills, balinhas com jeito de remédio.

  1. carol disse:

    Desde a 1ª vez que vi as Happy Pills, amei. Uma idéia doce para o dia a dia.
    Mto bom revê-la aqui no blog. :)
    By the way, adoro o blog de vcs! bjbjbj

  2. Pingback: Barbara Marques

  3. eita!!!
    eu tbm conheço um pessoal que vende algumas “happy pills”…
    hahahahahahaha!!

    po…chato é q dificilmente iriam liberar uma loja dessas por aqui, nao?

  4. O renatao… “Avinguta” é avenida em catalão… então num tem como ser RUA AVINGUTA… eh avenida del portal… ohooo hein!

  5. Clara REgina Maciel Gomes disse:

    Gostaria de maiores informaçoes sobre compra destas balas. Tenho lojas e gostaria de revende-las , como faço?

  6. Clara, não temos o contato dessa loja. Acho que você terá de ir na Avinguda del Portal de l´Angel :-)

  7. Marco Túlio disse:

    Fala Fessor Renato…
    Achei a ideia show, mas será que pela nossa cultura uma ideia dessa venderia aqui no Brasil?

  8. sandro garciasantos disse:

    Renato a ideia é otima, mas será que as crianças não poderia confundir remedios verdadeiros com as balas e chupa-los pensando que são as balas? qualquer semelhança tem que se tomar muito cuidado. abraço.

  9. Dani disse:

    Acredito que esta estratégia está focada no Produto, pois transforma a embalagem para atrair a atenção do público, gerando interesse de compra. Talvez o Ponto de venda também tenha sido trabalhado para se adequar às “novas” características do produto.

  10. Dani Martins disse:

    Acredito que esta estratégia está focada no Produto, pois transforma a embalagem para atrair a atenção do público, gerando interesse de compra. Talvez o Ponto de venda também tenha sido trabalhado para se adequar às “novas” características do produto.

  11. Sirlei disse:

    Hmm, é o P de produto, pois mexeu na embalagem principalmente, e descobri sozinho viu ahuahauhaua, não foi na aula hauhaua (aham senta lá cláudia ahauha)

  12. Job Santos (JOBÃO ) disse:

    Varias vezes me perguntei sobre esta questão dos doces em balagens de remédios, para confundir as cabecinhas das criançada, mas na embalagens da empresa que produz ao medicamentos e representantes das empresas diz, MANTER LONGE DE CRIANÇAS, acho que a responsabilidade e de cada um, eu por exemplo quero vender o produtos e doces não para ganhar dinheiro e sim conquistar as pessoas que a diferença e grande, não so de medicação ajuda os doces tbm ajuda, principalmente as mulheres com TPM, acredito que cada um e responsável por cada, fazemos parte de um celecto de pessoas que ama o que faz…
    abraço a todos JOB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *