Mark Zuckerberg: Inside Facebook

Post Especial por Karinna Schimidt
Especialista em Comunicação e Marketing Digital 

O Facebook é a rede social mais poderosa do planeta. Tem o maior número de usuários, 845 milhões. Sozinho é responsável por mais da metade (52,1%) de trocas de conteúdos e links na internet. A cada 9 pessoas, pelo menos 1, está no FB. É um negócio definitivamente grandioso com apenas 8 anos de existência. Por isso no final de 2011, a rede de TV inglesa, BBC, apresentou no BBC2, um documentário sobre a rede.

A BBC é excelente na produção de documentários logo, “Mark Zuckerberg: Inside Facebook”, não foi diferente. Produzido por Charles Miller, que já fez programas sobre Google e Microsoft, e que comentou em seu blog, que este documentário foi algo diferente em sua carreira. Pois a figura de Zuckerberg é muito forte. Já na pré produção, muitos o perguntavam se ele iria conhecer Zucker. Afinal, o rapaz só tem 27 anos e já tem um filme sobre ele e sua rede social. Foi quando Miller pensou: O que o documentário que estava produzindo, poderia dizer mais sobre toda a historia de Zuckerberg e do Facebook? Ele chegou a conclusão de que, o filme foi baseado em um livro, escrito há alguns anos, então não falava das novidades do Facebook.

E as novidades eram muitas. A rede social, esta se preparando para entrar no mercado de ações, e a especulação é que valeria 100 bilhões de dólares. Seria possível mesmo, o Facebook valer tudo isso?
Esse foi o ponto de partida.

O resultado é um excelente documentário, literalmente dentro do Facebook, como sugere o nome. Mostra que Zuckerberg construiu uma das coisas mais legais da internet. Uma rede social, onde todo mundo quer estar (e se você não está, rola uma pressão para entrar). Algo que não só contribuiu para mudar a internet, mas que mudou em âmbito global, a maneira como as pessoas se relacionam e se comunicam.

O documentário conta com uma entrevista de Zuckerberg, e uma de suas várias falas interessantes, é que para ele, as pessoas estão vendo a cada dia que as redes sociais, são as ferramentas usadas no mundo todo, para que se mantenham conexões diariamente através da produção e compartilhamento de conteúdo. Diz ele “A missão do Facebook, é fazer o mundo mais aberto e conectado. Acreditamos que todos terão experiências melhores, quando estão fazendo coisas diferentes com seus amigos. Se existir mais informações no mundo, ou se você puder descobrir um conteúdo legal com seus amigos, achar comidas que quer comer, lugares para ir, coisas desse tipo, seu mundo fica muito mais rico”. Particularmente, eu concordo plenamente.

As pessoas querem compartilhar, o Facebook sabe disso. Mas não quer que os usuários passem mais tempo na rede, quer que o tempo que passam, seja de fato valioso, assim voltarão todos os dias. Afinal, o Facebook precisa manter a confiança dos usuários para continuar crescendo, e não se sentir ameaçado por outras redes sociais, como Google+. Sobre isso Zuckerberg diz não temer o Google+, pois as pessoas já interagiram bastante com o Facebook, já compartilharam bastante na rede, o que os fazem ter um belo vinculo.

Bom, obviamente não vou contar tudo, o documentário esta ai, para ser visto. São 59 min que valem a pena. Você vai saber mais detalhes da origem, do crescimento, dos desenvolvedores, da equipe, do perfil Zuckerberg como pessoa e chefe, e inclusive sobre a ida de Sheryl Sandberg (grande ex executiva do Google) para o Facebook, onde é Chief Operating Officer.

Não sei se o Facebook valerá 100 bilhões de dólares em sua entrada na bolsa de valores, sei que esse valor é cinco vezes maior do que quando o Google entrou em 2004 (mesmo ano da criação do FB). E atualmente, o valor estimado do Google é de US$ 187 bilhões. Mas eu não entendo de bolsa de valores. Entendo mesmo, é de comunicacão digital, logo também de redes sociais. E sobre isso, posso falar que, “Mark Zuckerberg: Inside Facebook” vai fazê-lo admirar mais ainda Zuckerberg e o Facebook, criador e criatura, hoje ícones importantes da comunicação digital.

http://www.youtube.com/watch?v=bMMei5NWDrQ
19
abr 2012
POSTED BY
POSTED IN Internet Tecnologia
DISCUSSION 1 Comment

Tesco – Home plus

Com tecnologia e algumas mudanças nos P’s do marketing mix dá para reiventar muita coisa. Veja o que a rede de supermercados Tesco, que na Coreia do sul se chama Home plus, fez:

(inglês)

22
jul 2011
POSTED BY
DISCUSSION 0 Comments
TAGS

Hyundai Accent 3D projection mapping

OK! Isso aqui é uma ação do tipo “PQP, que coisa doida”.

Dica da leitora @vanessaguicruz

12
abr 2011
POSTED BY
DISCUSSION 2 Comments
TAGS

Na cama com o laptop

Todo mundo volta e meia leva o computador pra cama, então era hora de ter um kamasutra só pra esse momento.

31
jan 2011
POSTED BY
DISCUSSION 1 Comment
TAGS

Instagram: a App mais popular para photo sharing no iPhone e iPod

Se eu começo post falando de uma das comunidades virtuais que mais tem crescido na internet, logo você acha que vou falar do Facebook, certo? Pois é, mas a bola da vez das redes sociais é o Instagram. Ele é um aplicativo free para iPhone que permite tirar fotos e compartilhar em um feed próprio e com redes sociais tipo Facebook e Twitter. O que ele tem de mais? São filtros bacanudos que deixam as fotos de qualquer um com uma vibe cool-galerinha. Qualquer clique sem compromisso acaba tomando ares vintage.

Atualmente já são mais de 1 milhão de usuários na rede. E claro que onde tem gente, tem empresa querendo anunciar. A rede espanhola NH Hoteles iniciou uma campanha no Instagram convidando as pessoas a compartilhar fotos de viagens (ou não!) que reflitam o conceito da nova campanha da rede de hotéis “Wake up to a better world”. A participação é simples: basta subir uma foto pelo instagram e postá-la no twitter com a tag #wakeuppics. Já tem bastante coisa no ar. Bacana, né?

Se você tem iPhone ou iPod touch com câmera corre pra App Store e instale o Instagram. É free e bem divertido.

20
jan 2011
POSTED BY
DISCUSSION 1 Comment
TAGS

Os Japas, a música e os hologramas

Olha que fantástico esse show com a cantora criada usando holografia. Tecnologia e música, só podia ser coisa de japonês! E eu ainda gostei do som, o vídeo já ganhou espaço no meu iPod.

Procurei informações sobre a banda mas só encontrei isso:

土曜日 にお届けします!

今から15 時間 と 37 分以内に「お急ぎ便」または「当日お急ぎ便」オプション(有料)を選択して確定されたご注文が対象です。詳しくはこちら。なお、お届け先によってはこの日付が適用されない場合がありますので、注文確定画面でご確認ください。

) vídeo na qualidade máxima, dá pra ver a tatuagem do holograma.

Dica do Pedrivo.
11
nov 2010
POSTED BY
POSTED IN Jukebox Tecnologia
DISCUSSION 4 Comments
TAGS

ÉPOCA 2.0 para iPad

Já postei aqui sobre a Revista ÉPOCA, que lançou uma versão completa do seu site formatada para o iPad. Só que ontem conversando com minha amiga Karinna Schmidt (Marketing Digital da Editora Globo) descobri o segundo passo dado pela revista rumo à completa interação com o tablet galerinha da Apple.

Com o novo aplicativo da versão impressa, os usuários do iPad vão contar com mais uma opção para ler notícias produzidas pela equipe de ÉPOCA. O conteúdo da edição 645 poderá ser baixado gratuitamente, como degustação, e a partir da semana seguinte custará U$ 4,99.

Segundo a super simpática Claudia Fernandes, diretora de marketing que conheci em minha rápida visita à Editora Globo: “O mundo digital está em constante evolução. Não basta lançar, ser inovador é manter os aplicativos atualizados. Já estamos na versão 2.0 e não paramos ai. Estamos caminhando para a versão 3.0. Inovação não pode parar”.

Ao escolher a edição desejada, o leitor terá acesso ao conteúdo da revista adaptado às funcionalidades do iPad e recursos interativos como gráficos, vídeos e galerias de fotos. O material será semanalmente produzido para tornar a experiência da leitura no tablet ainda mais rica. Veja o vídeo de demonstração para entender melhor:

Outra coisa legal é a presença de novos formatos de mídia eletrônica com anúncios especialmente desenvolvidos e comercializados para essa nova plataforma. Muito bom!

O aplicativo foi desenvolvido pela equipe de conteúdo digital da Editora Globo, em parceria com a empresa Lab 360. A campanha é da DPZ, com aprovação da Claudia Fernandes e Karinna Schmidt.

Mais informações: www.epoca.com.br/ipad

28
set 2010
POSTED BY
DISCUSSION 0 Comments